Que isso Bela?: Texto: Um antigo amor

22 de fev de 2013

Texto: Um antigo amor

Eu te amei meses, te amei intensamente, tão inocentemente como uma criança. Te amei até doer meu coração, te amei além dos meus limites. Confesso que jurei que sem você eu não iria conseguir viver, te tornei meu oxigênio, meu chão, meu tudo. Amei você mais do que à mim mesma. E acho que esse foi o problema, te coloquei num pedestal, dei-te o poder de brincar com meu coração. Fiz dos meus dias inteiramente para você, eu era inteiramente para você e eu queria que você fosse para mim. Eu te queria só para mim, mas você não queria ser só meu. Meu amor, você queria ser de todas e todas te queriam. Todas te veneravam. Seria mentir, se eu te dissesse que ainda te amo. Pois não amo, se é para dizer a verdade, eu não lembro nem do dia do seu aniversário e esqueci da maioria dos momentos amargos que vivi ao seu lado.   Chegou um momento, que decidi que não queria ser mais presa à você. E percebi a porção de erros que cometi. Percebi que não valia mais a pena amar-te daquele jeito, não era recíproco. Deixei você no fundo da minha mente e para falar a verdade, guardei mais coisas boas do que ruins. Confesso, que às vezes eu lembro de você e sorrio. Sorrio por que por alguns minutos fomos felizes e de certa forma, agradeço por isso. E eu só queria te dizer, que se algum dia, a gente se encontrar na rua, não precisa atravessar e nem abaixar a cabeça ou passar reto. Não me importaria de parar alguns minutos para conversar com você.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

- Pode falar palavrão, eu não ligo, também falo um monte.
- Aceito apenas tags.
- Aceito "segue de volta?" se comentar algo relativo ao post também.
- Críticas construtivas são sempre bem-vidas.