Que isso Bela?: Textos: Em alguma praia

21 de fev de 2013

Textos: Em alguma praia

  Andando pelas ruas sem motivo algum, percebo como o barulho dos carros me incomoda muito. Percebo, também como a maioria dos motoristas são mal-educados e em menos de cinco minutos atropelam um homem que atravessava a rua. Percebo que cada loja tem alguma música alta demais e irritante demais. Vejo que em cada loja de eletrodomésticos tem um cara com a voz irritante falando as promoções e convidando todos que passam na rua e vejo também, como isso me deixa muito constrangida. Vejo os bares cheios ao meio dia e homens bêbados antes do almoço. Pessoas bravas e com a cara fechada para lá e para cá. Não falam bom-dia e se ousar dizer-lhes bom-dia, te ignoram e dizem que você é esquisito. E as únicas pessoas que sorriem quando te veem são os vendedores de sorvete, churros e essas pessoas mais simples. A cidade parece suja e com o ar pesado, e as pessoas não contribuem. Mendigos impacientes, que reclamam quando seu cachorro late. Ricos arrogantes que passa desinfetantes na porta do carro. Pessoas sem respeito e sem solidariedade. Pessoas vazias e sem nada de interessante. E foram esses fatos e mais alguns que deve ter fugido de minha memória, que me fizeram perceber que em alguma praia é onde quero estar. Lá onde o barulho das ondas são mais altos que os carros, onde te digam bom-dia quando caminhas no calçadão. Algum lugar onde as pessoas não sejam cara fechada e vazias. Onde a educação prevalece e o ar sujo desaparece. Onde possa ver as estrelas quando anoitece e consiga ver as formas das nuvens sem que ninguém me chame de maluca. Algum lugar em que usam chaveiros legais e chinelos para sair na rua. Alguma praia longe daqui, onde existem restaurantes sem gente arrogante que reclamam da cor do canudinho. Onde eu possa ouvir o cantar dos passarinhos ao amanhecer. Alguma praia onde há um belo pôr-do-sol queimando a atmosfera, namorados se amando no suave ar da noite.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

- Pode falar palavrão, eu não ligo, também falo um monte.
- Aceito apenas tags.
- Aceito "segue de volta?" se comentar algo relativo ao post também.
- Críticas construtivas são sempre bem-vidas.